Notícia

UFU quer produzir energia elétrica reaproveitada de lixo urbano para mover transporte público

Pesquisadores estão desenvolvendo motor de menor tamanho e mais eficiente

alefukugava via Pixabay

Fonte

UFU | Universidade Federal de Uberlândia

Data

sábado, 20 novembro 2021 16:10

Áreas

Cidades. Energia. Mobilidade. Sustentabilidade.

Um projeto que reúne pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a participação de duas empresas do setor elétrico, tem o objetivo de mover o transporte público através de energia elétrica gerada por lixo urbano.

Essa proposta reduz os danos ao meio ambiente provocados por gases expelidos por veículos no trânsito, além de oferecer uma correta e rentável destinação ao lixo gerado pelas pessoas.

“No Brasil, não adianta falar em uma frota de veículos totalmente elétrica porque vai faltar energia para o consumidor realizar as tarefas básicas ou para a indústria funcionar de forma adequada”, afirmou o Dr. Marcelo Braga dos Santos, professor da Faculdade de Engenharia Mecânica da UFU e coordenador do projeto.

O primeiro passo para evitar esse problema está em estudo pelo Dr. Solidônio Rodrigues de Carvalho, professor de Engenharia Mecânica da UFU, que utiliza um processo de gaseificação do lixo urbano que gera dois produtos: lixo esterilizado, que é areia e óxidos inertes que podem ser dispersos no meio ambiente, e um gás de síntese chamado Syngas, um combustível que apresenta baixo poder calorífico, ou seja, pouca quantidade de energia liberada por unidade de massa.

A equipe de pesquisadores vai atuar na otimização do reator de gaseificação, focando em aumentar o poder calorífico do Syngas. “O potencial de energia elétrica a partir do lixo é enorme e ainda há o benefício sanitário e ecológico: a produção do Syngas traz um destino nobre ao lixo e torna a atividade mais rentável”, explicou o professor Marcelo dos Santos. De acordo com o professor Solidônio de Carvalho, 90% das cidades brasileiras têm coleta de lixo, mas só 59% usam aterros adequados.

A segunda etapa consiste em oferecer um moto-gerador mais eficiente e potente. Pesquisas realizadas na UFU, sob orientação dos pesquisadores, estimam um incremento de 100% na eficiência da conversão da energia termoquímica do gás em energia elétrica.

O moto-gerador será utilizado tanto para geração de energia elétrica em terra como embarcado no veículo como um equipamento reserva de energia para o motorista concluir seu trajeto.

Na terceira parte, os pesquisadores vão atuar na concepção de um veículo de transporte público que consuma o menor nível de energia para trafegar nas cidades ao mesmo tempo que transporta passageiros com maior conforto e segurança.

Acesse a notícia completa na página do Portal Comunica UFU.

Fonte: Laura Justino, Portal Comunica UFU. Imagem: alefukugava via Pixabay.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Ambiental e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Ambiental, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Ambiental | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Meio Ambiente, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account