Notícia

Em Portugal, pesquisadores lançam plataforma que agrega dados de energia e sustentabilidade urbana

Plataforma reúne e disponibiliza um banco de dados público nacional de energia e sustentabilidade que poderá ser útil não só a pesquisadores como também a gestores

Divulgação, Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa

Fonte

Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa

Data

quarta-feira, 3 novembro 2021 06:40

Áreas

Cidades. Energia. Gestão Ambiental. Sociedade. Sustentabilidade.

A análise de dados desempenha um papel fundamental no objetivo de cidades mais sustentáveis. Em Portugal, uma equipe de pesquisadores do Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento (IN+)  do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa criou um banco de dados público nacional de energia e sustentabilidade. O Meta Explorer permite visualizar e explorar todos estes dados, contribuindo para uma análise mais informada do caminho trilhado, servindo de apoio à formulação de políticas públicas.

“A plataforma tem a intenção de proporcionar ao utilizador uma análise holística de como cada município está a evoluir em cada sector, não dando apenas uma visão casuística dos acontecimentos”, salientou a Dra. Diana Neves, uma das pesquisadoras envolvidas no projeto. Com esta plataforma a equipe decidiu criar uma base de dados nacional para a avaliação da sustentabilidade, derivando novos indicadores que cruzam informação intersetorial, disponibilizando os dados de forma tratada e sistemática”, continuou a especialista.

A plataforma Meta Explorer permite visualizar geograficamente dados de metabolismo urbano, disponibilizando ainda uma secção que permite analisar temporalmente a relação entre diferentes indicadores, “viabilizando uma maior sensibilidade e compreensão dos dados relativos ao percurso de cada município no caminho da sustentabilidade”, como salientou a Dra. Diana Neves.

A informação está agregada em vários tópicos – eletricidade, edifícios, mobilidade, resíduos, produtividade de recursos, energia final e primária – permitindo ao usuário ir ajustando a sua pesquisa também aos vários indicadores disponíveis em cada seção. Em alguns dos tópicos, além de uma análise temporal, é ainda possível realizar uma perspectiva por consumos nos diversos sectores de atividade.

Apesar dos dados disponibilizados na plataforma serem públicos, encontravam-se dispersos e necessitavam de tratamento, tornando-se agora mais úteis para pesquisadores e projetos de pesquisa. “O Meta Explorer pretende ser uma ferramenta para o diálogo com entidades locais e governamentais, para ajudar a delinear políticas públicas para a necessária transição energética, com base em investigação e modelação dos sistemas energéticos e metabolismo urbano”, destacou a pesquisadora IN+.

Desenvolvido de forma colaborativa e sem financiamento, este projeto surge como resposta interna à necessidade de melhorar as competências de programação e ciência de dados dos pesquisadores do LEIS. “Começamos um processo de aprendizagem online conjunta de Python, estabelecendo vários objetivos intermediários, e com um final entregável  – a plataforma – que pudesse servir como um demonstrador das aplicações que a investigação que desenvolvemos pode ter”, relatou a Dra. Diana Neves.

A pesquisadora revelou que agora, com a prova de conceito na mão,  a intenção é “poder captar financiamento para poder desenvolver a plataforma de forma mais profissional e aumentando as funcionalidades, quer em granularidade da escala geográfica, quer desenvolvendo novos indicadores, por exemplo, socioeconômicos”.

Acesse a Plataforma Meta Explorer.

Acesse a notícia completa na página do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Fonte: Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. Imagem: Divulgação, Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Ambiental e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Ambiental, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Ambiental | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Meio Ambiente, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account