Destaque

Pesquisa indica que ‘cânions urbanos’ intensificam poluição sonora

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), a poluição sonora é o 3° problema ambiental que afeta o maior número de pessoas no mundo. A exposição por mais de 8 horas a níveis acima de 80 dB(A) causam reações fisiológicas como dores de ouvido, aumento do estresse, problemas cardiovasculares, fadiga e distúrbios psíquicos.

Em sua dissertação de mestrado ‘Metodologia de caracterização e análise da poluição sonora para fins de planejamento urbano’, o pesquisador Lucas Saliba Santos, orientado pela professora Dra. Ana Clara Mourão Moura, analisou os fenômenos que contribuem para o agravamento ou diminuição da poluição sonora da capital mineira. Seu objetivo também é conscientizar para o impacto dos ruídos na saúde da população e promover a importância do planejamento acústico nos grandes centros urbanos.

O pesquisador mapeou a paisagem sonora da região delimitada pela Avenida do Contorno por meio de dados de tráfego disponibilizados pela Prefeitura de Belo Horizonte. A dissertação, defendida em 2020, foi realizada no âmbito da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para a obtenção do título de Mestre em Geografia – Geotecnologias e Geografia Aplicada.

O tráfego é um dos principais fatores de contribuição para o agravamento da poluição sonora nas áreas urbanas. Além disso, o pesquisador também concluiu que a presença de prédios muito altos nos dois lados da rua, os chamados ‘cânions urbanos’ são fatores estressantes, pois estas estruturas impedem a dissipação do som que acaba reverberando e tornando-se mais intenso.

Acesse a dissertação ‘Metodologia de caracterização e análise da poluição sonora para fins de planejamento urbano’.

Acesse a notícia completa nas páginas da FAPEMIG e da UFMG.

Fonte: Júlia Rodrigues, FAPEMIG, com informações da Rádio UFMG Educativa.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Ambiental e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Ambiental, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 ambiental t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Meio Ambiente, Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account